Nos quintais da Grande Madureira – Seminário

O III Seminário Afro-Carioca: Nos quintais da Grande Madureira aconteceu entre os dias 26 e 28 de novembro, na Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

O Seminário é um desdobramento do projeto do Museu AfroDigital Rio de Janeiro (http://museuafrodigitalrio.org), “Memória entre gerações nos quintais do samba da Grande Madureira”, desenvolvido desde 2012, sobre os rituais e tradições que permeiam os festejos realizados nos quintais das casas da região, de “tias” do samba, de mães e pais de santo, compositores e intérpretes, jongueiros e cozinheiras da culinária afro-religiosa. A escolha da região da Grande Madureira para registro dos quintais ocorreu devido a importância do lugar como espaço que inclui diversos bairros tradicionais do subúrbio carioca, como Oswaldo Cruz, berço da escola de samba Portela, assim como o Morro da Serrinha, berço do Império Serrano e do Jongo da Serrinha.

Além disso, entendemos que uma ressignificação desses quintais encontra-se nas festas realizadas nas quadras das escolas de samba, na Feira das Iabás, em festas no Parque Madureira, nos bailes charme do Viaduto de Madureira, nas procissões e carreatas em homenagem a São Jorge, em abril e a Iemanjá, em dezembro e nas circulações e trânsitos pelo bairro, incluindo pontos tradicionais, como o Mercadão de Madureira.

A organização deste seminário, III Afro-Carioca, na Universidade do Estado do Rio de Janeiro, o primeiro sobre a Grande Madureira, demonstrou o quão rica é a região estudada e como outras falas e trabalhos poderiam estar conosco neste momento.

 


Exposições


Arquivos


Cineclube

Temas: Samba e Madureira – Jongo e Madureira – Madureira

 


 

Comitê organizador do III Seminário Afro-Carioca: Nos quintais da Grande Madureira

 

Ana Paula Alves Ribeiro
Gabriel da Silva Vidal Cid
Guilherme Ferreira Vargues

 

logo_Unificado