Quadra: folia de reis

Dentre as muitas atividades que ocorreram no evento, a Folia de Reis Mirim A Brilhante Estrela de Belém merece destaque. Não por ter sido mais importante do que as demais atividades do dia, mas por sua performance ter costurado o evento, atravessando seus espaços e conduzindo as/os visitantes a um encerramento coletivo no espaço comum do colégio: a quadra. 

A Folia de Reis Mirim é um projeto criado em 2016, formado por crianças e jovens, moradores e moradoras do Morro da Formiga, favela situada na Tijuca, bairro da Zona Norte do Rio de Janeiro. O projeto tem o intuito de manter viva a tradição da cultura do Reisado, permitindo que outras pessoas conheçam a força dessa linda tradição. Através de suas apresentações artísticas, o grupo também atua na formação do indivíduo, possibilitando aos seus participantes conhecerem sua própria história e se integrarem a outros coletivos de cultura popular e de educação. 

Por este motivo, poder contar com a participação da Folia de Reis Mirim em nosso evento foi muito especial, não só por sua potente contribuição, mas também pela possibilidade de abrir as portas de nosso colégio para uma comunidade vizinha. Como um instituto de uma universidade pública, um de nossos pilares deve ser a atividade extensionista, ou seja, de contato e troca com a comunidade externa. O evento da Semana de Consciência Negra também foi construído seguindo esta lógica. 

As fotos desta galeria retratam um pouco da magia que envolveu a apresentação da Folia de Reis Mirim, do início ao fim. O grupo começou sua intervenção no último andar do bloco A e foi descendo as escadas, tocando e cantando, chamando os presentes a lhes acompanharem. As pessoas que estavam dentro das salas ou pelos corredores foram, aos poucos, se somando ao cortejo que seguiu pelo hall de entrada, passando pelo pátio, até chegarem à quadra, onde se deu o grande encontro. A energia dos batuques, como uma festa, tomou os corpos de todas as cores e idades que dançaram emaranhados numa catarse coletiva.