Seminário Caxias tem ginga: memória e história da capoeira em Duque de Caxias

O Museu Vivo de São Bento (MVSB), o projeto A capoeira na Baixada Fluminense: memória e narrativas dos seus mestres (IFRJ/CduC – PIVIC 2019/2020), o Grupo Nova Geração, a Associação de Professores Pesquisadores da Baixada Fluminense (APPH-CLIO), com o apoio da Coordenação de Extensão (CoEx – Campus Duque de Caxias) e a Rádio Capoeira, apresentam o Seminário: Caxias tem ginga: memória e história da capoeira em Duque de Caxias, realizado nos dias 11, 17 e 18 de dezembro de 2020.

É organizado por Antônio Augusto Braz (MVSB), Luiz Carlos Terras Maciel – Mestre Lula (Grupo Nova Geração), Marcelo Cardoso da Costa (IFRJ/CduC e doutorando PPGMS/UNIRIO), Gabriel da Silva Vidal Cid (PPCIS/UERJ), Paulo Henrique Menezes da Silva – Mestre Paulão Kikongo (Rádio Capoeira) e Bruno Rodolfo Martins (Sabará, Grupo GCASA).

Data: 17/12/2020
Horário: 14 às 16 horas
Tema: A Capoeira em Duque de Caxias: das origens às academias.

Com a participação dos seguintes Mestres:

  • Raimundo Silva Filho (Mestre Raimundo Filho) é de Jequié (BA) e foi formado por Mestre Josias da Silva. Fundou o “Grupo Vermelho Raimundo Filho” de capoeira. Foi reconhecido como um dos cem Mestres de Capoeira mais importantes (Ministério da Cultura).
  • Mestre Gegê (Geraldo Costa Filho) nascido em Maragojipe (BA) em 1949. Veio morar em Duque de Caxias na década de 1960. Tem especialização em História Social do Brasil, sendo reconhecido como um dos historiadores da capoeira. Foi reconhecido como Mestre Griô e dos 100 mestres de capoeira mais representativos do Brasil. (Ministério da Cultura)

Mediação: Alexandre Marques, Marcelo Cardoso e Paulo Henrique Menezes da Silva (Mestre Paulo Kikongo).

Para assistir este importante diálogo acesse:

Canal da Rádio Capoeira no Youtube: https://youtu.be/W3Mt1kOjmA0

Aproveite e coloque na sua agenda o nosso próximo encontro:
18/12, das 14 às 16h – A Capoeira na Rua: As Rodas de Capoeira em Duque de Caxias com o Mestre Levi e o Mestre Russo