ROTTERDAM E O CINEMA NEGRO BRASILEIRO (PARTE II): TEXTO DO CATÁLOGO DO IFFR PARA A MOSTRA “SOUL IN THE EYE”.

Depois de Black Rebels em 2017 e do Pan-African Cinema Today (PACT) em 2018, Soul in the Eye é o terceiro programa que destaca os principais movimentos do cinema pan-africano. Voltamos aqui nossos olhos para o Brasil, a maior comunidade da diáspora africana no mundo e ligamos o recente surto de filmes brasileiros negros ao trabalho pioneiro do ator, produtor, diretor e ativista Zózimo Bulbul (1937-2013).

Soul in the Eye, a tradução em inglês para o título original Alma no olho, curta-metragem escrito, dirigido e interpretado por Zózimo Bulbul em 1973, e um trabalho fundamental no cinema negro brasileiro. Inspirado no livro Soul on Ice, de Eldrige Cleaver e dedicado a John Coltrane, este filme de onze minutos foi a estreia de Bulbul como cineasta e é uma das referências mais importantes para realizadores negros que vieram depois dele. Nascido e criado no Rio de Janeiro, Bulbul iniciou sua carreira no início dos anos 1960 como ator durante a era do Cinema Novo. Depois de dirigir Alma no olho, fez mais sete curtas e um longa-metragem, Abolição, um documentário épico em comemoração ao centenário do fim da escravidão no Brasil.

http://ficine.org/rotterdam-e-o-cinema-negro-brasileiro_ii/